Quantas vezes quem tem diabetes precisa medir a glicemia?

 

Quem tem diabetes, tanto tipo 1 quanto tipo 2, sabe que é fundamental fazer controle regular do nível de açúcar no sangue para evitar complicações sérias no futuro, como cegueira, problemas renais e até amputação.

 

O ideal é monitorar a glicemia em diferentes momentos do dia para verificar se o tratamento está funcionando e deixar a doença controlada. Para isso, ajuda muito se você tiver em casa um aparelhinho chamado glicosímetro, que faz um pequeno furo no dedo para extrair uma gota de sangue, o suficiente para umedecer uma fita reagente que é inserida no medidor para se obter a taxa de glicose com bastante precisão.

 

Em relação ao número de vezes que você precisa medir, não existe fórmula fixa. Para quem está com a doença descontrolada, recomenda-se checar no mínimo seis vezes por dia, sendo uma vez antes de cada refeição principal (café, almoço e jantar) e novamente duas horas após cada uma dessas refeições.

 

Após obter o controle, a frequência pode diminuir para até duas a quatro medições por semana, mas cada paciente terá sua frequência orientada pelo médico.

 

Em relação aos valores, a Associação Americana de Diabetes estipula o seguinte: a média de glicose antes das refeições deve ficar entre 90 e 130 mg/dl. Após as refeições, deve ser menor que 180 mg/dl.

 

Lembre-se: discuta com seu médico as melhores estratégias, porque é importante ter uma meta glicêmica personalizada. Em determinados momentos você pode precisar fazer o teste com mais frequência que o habitual, como em casos de estresse ou ao tomar novos medicamentos. Somente o especialista pode te orientar com precisão.





Tags: diabetes, saúde, glicemia



Deixe seu comentário

Para comentar ou responder, você precisa se cadastrar ou estar logado.


0 Comentários