Quem nunca ouviu falar sobre colesterol? A substância é uma gordura natural presente no nosso corpo. Uma parte é produzida pelo fígado, a outra vem dos alimentos que ingerimos.

Quando ouvimos a palavra “colesterol” geralmente relacionamos a algo ruim, mas a princípio, dois tipos dessa gordura circulam pelo sangue e interferem diretamente em nossa saúde, mas de formas diferentes. Em excesso, o LDL (lipoproteína de baixa densidade) pode trazer riscos como obesidade e doenças no coração. Já o HDL (lipoproteína de alta densidade) também é um tipo de colesterol, mas é benéfico. Por isso, sempre é importante estar de olho na taxa de cada um.

Vamos entender melhor os dois tipos, que podem ter seus valores totais medidos por meio de um exame de sangue simples requisitado por um médico.

 

Colesterol ruim (LDL)

O LDL é conhecido como mau colesterol. Se o nível estiver alto, é necessário adotar hábitos saudáveis, com alimentação balanceada e prática regular de exercícios físicos. Em alguns casos, mesmo essas medidas não são suficientes, e aí é necessário recorrer a medicamentos e toma-los com disciplina.

A quantidade elevada de colesterol pode se acumular e formar placas em algumas partes do corpo. Nas artérias, por exemplo, essas placas, chamadas de ateromas, aumentam muito o risco de doenças cardiovasculares como AVC e infarto, que estão entre as principais causas de morte no Brasil.

A taxa de LDL deve estar entre 50 mg/dl e 130 mg/dl, conforme os fatores de risco de cada um. Quanto mais fatores, menor a quantidade tolerada. Fique atento à sua dieta no dia a dia. Alguns alimentos, como carnes gordas, frituras, queijos amarelos, margarinas e leite integral podem causar o excesso de colesterol no sangue. Frutas, legumes, verduras e carnes magras são as opções ideais.

 

Além disso, a partir dos 30 anos, faça pelo menos uma vez ao ano exames médicos para avaliar as taxas, pois o colesterol elevado raramente causa sintomas.      

 

Colesterol bom (HDL)

Se o LDL em excesso forma placas de gordura, o bom colesterol (HDL) é muito importante por sua função de limpar a gordura nos vasos e levá-la ao fígado, de onde será eliminada.

A faixa ideal é acima dos 40 mg/dl. Atividades físicas e alimentos como pão e cereais integrais, abacate, peixes e azeite são grandes aliados para o nosso organismo.   

 





Tags: colesterol ruim; colesterol bom; alimentação; LDL; HDL



Deixe seu comentário

Para comentar ou responder, você precisa se cadastrar ou estar logado.


0 Comentários