A fritura é um modo de preparo bem comum no dia a dia, tanto pelo sabor como pela versatilidade. É um método que permite preparar pratos tão diferentes como linguiças, salgadinhos, batatas e empanados diversos. O problema é que boa parte deles não faz bem ao nosso organismo.

Todos os tipos de óleos usados, inclusive os vegetais e azeites, mudam suas características quando são aquecidos em altas temperaturas. Ocorre o que chamamos de oxidação, um processo que acontece naturalmente mesmo em temperatura ambiente, mas que se acelera muito quando os óleos são aquecidos. A oxidação gera substâncias nocivas relacionados ao aumento do risco de doenças cardíacas e câncer.

O excesso de óleo – como quando fritamos algo por imersão – ainda provoca excesso de gordura, o que aumenta o risco de formar placas que podem levar ao infarto, uma das maiores causas de mortalidade no Brasil.

Você pode preparar o seu alimento de formas mais saudáveis. Em vez de fritar, opte sempre por assados, cozidos, ensopados ou mesmo grelhados com muito pouco óleo. Em saladas, use azeite frio, um tipo de gordura que, ao contrário das usadas em frituras, é boa para ajudar a reduzir o nível de colesterol ruim.

 





Tags: gordura; fritura; colesterol



Deixe seu comentário

Para comentar ou responder, você precisa se cadastrar ou estar logado.


0 Comentários