O verão é a estação ideal para os mosquitos Aedes aegypti, responsáveis pela transmissão da dengue, zika e chikungunya. As chuvas facilitam a formação de criadouros com água parada e o calor favorece a proliferação.

Dengue e zika não apresentam sintomas na maioria dos casos, enquanto a chikungunya é assintomática em cerca de 30% dos pacientes. Todas podem causar febre, dor de cabeça e nas articulações, coceira e manchas na pele, mas existem características específicas.

A febre alta é o primeiro sinal da dengue e dura de dois a sete dias. Também pode haver dor no corpo e olhos, fraqueza, tontura, perda de peso, náuseas e vômito. A forma grave pode levar à morte, com dor abdominal intensa e sangramentos. Já a zika provoca febre leve e conjuntivite. Tosse, vômitos, inchaço e dor de garganta são menos frequentes. Os sintomas costumam sumir em até sete dias.

A chikungunya também provoca febre alta, mas a duração é de no máximo três dias. Sua característica mais comum é dor intensa nas articulações dos pés e das mãos, além de dor nos dedos, tornozelos e pulsos. Depois de infectada, a pessoa ganha imunidade à doença. Raramente causa complicações graves, mas as dores articulares podem durar meses ou até anos.

Não há tratamento específico. O médico pode receitar medicamentos para aliviar os sintomas, mas nunca se automedique. Alguns remédios, como os que contêm ácido acetilsalicílico, são contraindicados porque aumentam o risco de hemorragia. É preciso repousar e reforçar a hidratação.

Prevenção

Não existe vacina para nenhuma delas. A principal forma de preveni-las é evitar a proliferação do mosquito: mantenha caixas d'água fechadas e não deixe água acumulada em lugar algum. No caso de plantas aquáticas, troque a água e lave o vaso semanalmente. Ao encontrar água parada, é preciso limpar o local e não apenas remover a água, pois o ovo do mosquito resiste por mais de um ano sem água.

Utilize repelentes e inseticidas, use roupas que deixem a pele menos exposta (principalmente em época de surtos) e coloque mosquiteiros para proteger principalmente quem dorme durante o dia, como os bebês, pois é nesse período que o mosquito fica mais ativo.

 





Tags: dengue; chikungunya; zika; verão; febre; mosquito



Deixe seu comentário

Para comentar ou responder, você precisa se cadastrar ou estar logado.


0 Comentários