Neste ano, com a pandemia do novo coronavírus, as festas de Natal e Ano Novo vão ser um pouco diferentes. Com o número de pessoas reduzido, para evitar aglomerações, provavelmente a ceia vai contar com alguns familiares e amigos próximos. Se você tem colesterol elevado ou qualquer outra doença crônica, uma coisa não deve mudar: os cuidados com a alimentação.

Isso porque a ceia natalina costuma ter alimentos ricos em colesterol. Se na sua casa o hábito é ter uma mesa tradicional, com peru e lombo, o ideal é não exagerar nesses pratos. Evite consumir peles ou pedaços muito gordurosos. Já o tender é um alimento embutido e pode conter gordura em excesso em sua composição. Por isso, é melhor evitar. Na parte dos doces, pule a rabanada. Além de ter ovo em sua receita, na maioria das vezes ela é frita.

Os chocotones, apesar de serem assados, possuem gordura em excesso. Os panetones contêm um pouco menos de gordura, mas ainda assim não devem ser consumidos com exagero. Opte por frutas. De qualquer maneira, somente seu médico pode dizer com propriedade quais alimentos devem ou não ser evitados, pois ele acompanha seu histórico e sua evolução.

Tudo irá depender de como estão seus níveis de colesterol, se você faz o tratamento corretamente e se tem uma vida ativa. Mas assim como no resto do ano, coma de forma equilibrada e tranquila.





Tags:



Deixe seu comentário

Para comentar ou responder, você precisa se cadastrar ou estar logado.


0 Comentários