Alimentação correta e atividades físicas ajudam a manter o bom funcionamento do órgão. Saiba como!

 

Não é novidade que os rins são muito importantes para nosso corpo, eles têm a função de filtrar o sangue e é através deles que todas as impurezas são despejadas (por meio da urina) do nosso corpo. Além disso, eles são responsáveis pelo equilíbrio entre sal e água do corpo. Com um papel tão importante, é sempre necessário que nós cuidemos muito bem deles!

Você sabia que alimentação e atividades físicas têm total influência em como nossos rins vão funcionar? A nutricionista Dra. Maria Eliza Contri separou uma lista de alimentos que ajudam na saúde desse órgão, confira:

Beterraba: possui função diurética, além de ser rica em potássio que fortalece e ajuda a limpar os rins.

Mirtilo e morango: atuam na prevenção de infecções e inflamações dos rins, ajudando a limpá-los.

Melancia: considerada um potente antioxidante, rica em vitaminas e minerais, como potássio. Ela é recomendada para tratar e prevenir alguns problemas renais, como cistite, litíase renal, uretrite e retenção de líquidos.

Abacaxi: é um diurético muito bom. Ele é rico em vitamina C, potássio e enzimas bromelina que, juntas, ajudam a combater as infecções, diminuem a inflamação e reduzem o risco de sofrer de cálculos renais.

Limão: ajuda a reduzir a formação de pedras nos rins.

Cereais integrais: promovem a eliminação de toxinas e controlam a retenção de líquidos.

“Os rins possuem um papel fundamental na regulação da pressão sanguínea, pois quando sua função está regulada, com a elevação da pressão arterial, eles conduzem um aumento da excreção de sódio e água, com redução do volume sanguíneo no retorno venoso, mantendo a pressão sanguínea dentro de valores normais. Esses alimentos devem ser consumidos, preferencialmente, diariamente para regulação e proteção dos rins e outros órgãos”, explica a Dra. Maria Eliza.

De olho nas atividades físicas

Um estudo realizado pelo Hospital Estadual Konya Numune, na Turquia, apontou que pessoas ativas contavam com uma função renal melhor do que as pessoas sedentárias, pois as atividades físicas melhoraram o processo de filtragem dos rins, sobrando, portanto, menos substâncias tóxicas que causam problemas no órgão. Os especialistas ainda não sabem como isso acontece, porém é um sinal positivo e promissor. Além disso, outro estudo apontou que exercitar-se pode prevenir contra o câncer renal. Pelo menos é o que concluiu um estudo do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, nos Estados Unidos, que avaliou 91.820 corredores e caminhantes. Só que há um detalhe: fica mais longe dessa doença quem, no mínimo, cumpre as recomendações gerais de prática de atividade física. Em outras palavras, cerca de 150 minutos de ralação toda semana, com muita disciplina.

 





Tags: rins; retenção de líquidos; toxinas; pedra nos rins



Deixe seu comentário

Para comentar ou responder, você precisa se cadastrar ou estar logado.


0 Comentários